Tribuna de Taguatinga

Brasília-DF: Saúde será chefiada por um gestor

E-mail Imprimir PDF
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

 

Especialista em orçamento público Fábio Gondim é o novo secretário. A médica Eliene Ancelmo Berg, a adjunta

O governador Rodrigo Rollemberg anunciou oficialmente Fábio Gondim como secretário de Saúde do Distrito Federal, em substituição ao médico João Batista de Sousa — que pediu exoneração do cargo na quarta-feira (22)... O novo integrante da equipe do governo é brasiliense, consultor do Senado e especialista em orçamento público. Como secretária-adjunta, terá a médica Eliene Ancelmo Berg, atualmente coordenadora-geral de Saúde de Taguatinga.

O anúncio foi feito na tarde de quinta-feira (23), em entrevista coletiva no Palácio do Buriti. O secretário tem três grandes prioridades. "A primeira é descentralizar o modelo de gestão para, dessa maneira, dar maior agilidade a processos como compra de medicamentos e assinatura de contratos." Também está em seus planos mudar o foco da atenção à saúde. Hoje, 27% dos atendimentos na capital federal são na atenção básica (postos de saúde e de pronto atendimento). O objetivo é subir o índice para 80%. "Com isso, desafogaremos os hospitais", justificou. Outra preocupação de Gondim é melhorar as emergências e os prontos-socorros da rede hospitalar. "Enquanto a mudança do foco não for realidade, é preciso garantir que os pacientes tenham assistência de qualidade nos hospitais."

O fato de não ser profissional da área de saúde, segundo Gondim, não influenciará a qualidade da gestão. "Vou trabalhar em parceria com os médicos e com os servidores da secretaria; quero aprofundar o que já conheço da situação local e dar continuidade ao que foi feito até agora."

Agradecimento

Durante a entrevista coletiva, o governador reiterou seu agradecimento a João Batista de Sousa por ter aceitado o convite para assumir a pasta em um momento de graves dificuldades, como dívidas com fornecedores, falta de medicamentos e leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) fechados.

O chefe do Executivo local anunciou que, tão logo a Câmara Legislativa do DF reinicie seus trabalhos, encaminhará proposta de mudança na estrutura da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde — hoje o presidente desse órgão tem de ser necessariamente o secretário de Saúde. Com isso, o médico proctologista deverá voltar a fazer parte do governo como presidente da fundação, conforme afirmou o governador nesta tarde. "Tenho certeza de que o compromisso acadêmico e a larga experiência de Batista nos ajudarão muito na formação de profissionais e na formulação de políticas públicas", avaliou Rollemberg.

Fonte: Por Isaac Marra e Paula Oliveira, Agência Brasília com foto de Tony Winston
 
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Ultimas Noticias

No images

LEIA LIVRO

Clique na capa do livro para ler.

PARCEIROS

 

 

Noticias online

G1 > Distrito Federal

Quem está online

Nós temos 382 visitantes online